segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Veneno

Sonhado por Karynha às 16:28
E aí? 
5 Comentários
São em momentos assim que a minha memória vai buscando você
reviro gavetas
lembranças
histórias
Encontro cartas, palavras manchadas num papel já rasgado
vou sorvendo cada frase
os olhos marejados
Só quero mais uma dose desse veneno
senti-lo correr por minhas veias
trazendo imagens de um passado que eu não esqueci
vou perdendo os sentidos
entregue aos delírios dessa lembrança infernal
hoje eu tentei esquecer
hoje eu tentei não dizer
e é nesse momento que as lembranças me trazem você.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Te procuro

Sonhado por Karynha às 05:10
E aí? 
4 Comentários
As horas estão passando,
mas meu mundo continua parado
estou indo cada vez mais fundo
está frio e escuro aqui
e eu ainda não consegui alcançar.
Estou presa no mesmo lugar
dando voltas,
eu ouço a sua voz,
mas não consigo vê-lo,
eu estou aqui meu amor
desde o último toque
desde o último beijo
tenho procurado incansávelmente,
porque sem você tudo perdeu o sentido
estou tentando respirar novamente
e o meu corpo não me obedece
não consigo levantar,
mas eu sei que preciso continuar procurando.

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Amigas

Sonhado por Karynha às 16:37
E aí? 
2 Comentários
Derrepente só saudade...
Sentimento estranho, que maltrata,
tenho medo do que virá agora
medo de não termos mais tempo para sermos "nós"
Só queria mais uma manhã para sorrirmos juntas
como naquele tempo em que o tempo não fazia sentido
Eu viveria tudo outra vez
coisas que só nós entendiamos
minha força para prosseguir
a mão estendida quando eu caia
o pranto compartilhando a mesma dor.
A nossa amizade nasceu ao acaso e despontou para o infinito.

Distantes

Sonhado por Karynha às 04:07
E aí? 
5 Comentários
Sei que nesses dias de meias palavras
e olhares distantes
vou perdendo-o um pouco mais a cada instante
quando nossas falas já não fazem tanto sentido
e os olhares não se cruzam mais
O seu mundo parece estar fechado para nós
e eu vou procurando pretextos para salvar a nossa história
sem perceber que há muito ela já não existe.
Acho que é assim que acaba, sem precisar falar nada
apenas sentir o que o tempo nos deixou,
distantes
calados
andando na direção oposta do amor.

Poesia esquecida.

Sonhado por Karynha às 03:49
E aí? 
2 Comentários
Poesia que não se explica, calada,
assim meio tímida
olhando-me inquieta de um canto qualquer
sorrindo de lábios fechados e os olhos molhados de dor
Abre a porta e rompe a neblina
antes que eu possa abraça-la.
Poesia incompreendida
não por quem tenta inutilmente decifra-la,
mas por quem não consegue destingui-la desse caos
andando sozinha
pela neblina
nessa indiferente manhã de inverno.
Poesia esquecida.

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Sonhado por Karynha às 21:29
E aí? 
7 Comentários
Bom aqui estou eu amigos, obrigada por terem-me incentivado a fazer o blog espero que gostem e que tenham razão com relação ao meu "talento" rsrs.

Suficientimente você.
Basta-me olhar-te,
admirar-te a face em puro encanto
e perder-me de acalanto em sua presença
ouvir o tom entorpecente da sua voz serena
sentir o perfume doce que seu corpo exala,
porque à seu lado minha alma
compõe poesias tenras
Toda vida minha que não lhe pertença não passa de poeira ao vento que não me interessa.
 

Um pouco além Copyright © 2011 Design by Ipietoon Blogger Template | web hosting